Tag Archive: Paraná


Valor Econômico – 16/12/2011

Os Portos de Paranaguá e Antonina, no Paraná, devem bater recorde de movimentação de cargas em 2011 e fechar o exercício com 41 milhões de toneladas. Em todo o ano de 2010 foram 38,1 milhões de toneladas e, até o fim do mês passado, o volume já chegava a 38,83 milhões de toneladas. O recorde histórico foi registrado em 2007, quando passaram pelos dois portos 38,22 milhões de toneladas de produtos. Continue lendo

Anúncios
Folha de Londrina – 31/05 /2011
Técnicos da Secretaria de Planificación e representantes da Associação Nacional dos Produtores e Exportadores do Paraguai – que vieram ao Paraná avaliar o sistema de armazenagem do Estado e as operações da Ferroeste S.A. e do Porto de Paranaguá – reuniram-se nesta segunda-feira (30) com o secretário de Infraestrutura e Logística, José Richa Filho. No encontro foram definidas metas para integrar a produção do Oeste do Paraná e do Leste do Paraguai em um único sistema logístico. Continue lendo

G1 – Globo – 31/03/2011

Caminhões transportam os grãos para silos, cooperativas e portos.

No Paraná, a soja, recém-colhida, fica espalhada pelas rodovias.

A safra brasileira está na estrada. Milhares de caminhões transportam os grãos para silos, cooperativas e portos. No caminho, uma preocupação: o desperdício. Parte da carga acaba perdida na beira das rodovias. Continue lendo

DCI – Diário do Comércio & Indústria – 20/01/2011

PanoramaBrasil – Mais de seis bilhões de cabeças de frango serão alojadas no Brasil este ano. E não é só a quantidade que cresce, mas também a produtividade. A previsão é que o País também deverá bater novo recorde em 2011. A produção projetada para o ano deverá ficar em torno de 12,9 milhões de toneladas. O Paraná é o estado que mais vem se destacando no setor. Continue lendo

Assessoria de Imprensa Ferroeste – 17/05/2010

Durante a Expo Santa Rita, no Paraguai, o presidente da Ferroeste e a presidente da Unicoop (União Nacional das Cooperativas do Paraguai), Simona Cavazzuti, reuniram-se com o vice-ministro da Indústria do Paraguai, Cantalicio Salvador Invernizzi, para discutir o estágio atual do projeto de ligação ferroviária daquele país com o Porto de Paranaguá. Fazem parte do projeto a construção do ramal Cascavel-Foz do Iguaçu, de 170 km, e a ponte sobre o rio Paraná. Continue lendo

Gazeta do Povo – 11/05/2010

Responsável por 13% do faturamento total do Paraná com as exportações no ano passado, o setor cooperativista é um dos principais motores da agroindustrialização do estado. Não por acaso, são as cooperativas agropecuárias as principais responsáveis pelo crescimento das exportações avícolas do estado, considera Julio Suzuki, economista do Instituto Paranaense de Desenvolvimento Econômico e Social (Ipardes). Segundo informações da Organização das Cooperativas do Paraná (Ocepar), o setor é responsável por 60% da produção avícola estadual. Continue lendo

Folha de Londrina – 03/05/2010

Apesar de ter a melhor estrutura de armazenagem do País, capacidade fica abaixo do necessário; faltam ainda caminhões para o transporte e agilidade no Porto

Curitiba – Com praticamente 100% da soja já colhida nos campos dos dois maiores produtores do País, os estados do Paraná e Mato Grosso, os números nacionais, assim como no Paraná, confirmam as previsões de uma super safra de grãos para 2009/2010. Os recordes, porém, acabaram colocando produtores e cooperativas diante do desafio de escoar a produção sem dispor de infraestrutura condizente com os números alcançados. Continue lendo

da Assessoria de Imprensa – 16/04/2010

Mais duas empresas, a AB Comércio de Insumos e a Transportadora Binacional, vão se instalar no Terminal da Ferroeste em Cascavel. Ambas acabam de ser credenciadas no processo de chamamento público que a ferrovia abriu para atender empresas interessadas em construir silos, áreas de transbordo, e movimentar cargas através daquele terminal. Continue lendo

Gazeta do Povo – 15/04/2010

Safra recorde excede capacidade de armazéns e exige soluções alternativas para estocar a produção de grãos. Entre soja e milho, estado deve colher 25 milhões de toneladas

José Rocher

O gargalo logístico com a falta de armazéns se voltou com toda força contra a agricultura do Paraná nesta safra. Chegou-se ao limite de espaço num momento em que 2 milhões de toneladas de milho e soja – 10% da produção prevista – ainda estão por colher. As dificuldades começaram pelo Sudoeste e pelo Oeste, onde a colheita ocorre primeiro, e agora se estendem a todas as regiões. Para não deixar a produção ao relento, o setor improvisa abrigos e dá corda ao escoamento. Continue lendo

Gazeta do Povo – 15/04/2010

Hélio Strassacapa, Jornal de Maringá Online

Antigos barracões usados para armazenar café e instalações arrendadas socorrem os produtores de grãos que enfrentam falta de espaço de armazenagem no Noroeste do estado. A Cocamar, de Maringá, tem capacidade para receber 600 mil toneladas de grãos e, mesmo assim, precisou alocar 50 mil toneladas de soja em espaços alternativos, relata o superintendente comercial, José Cícero Aderaldo. Continue lendo

JM – Jornal de Maringá – 15/04/2010

Para não ficarem reféns da disponibilidade de espaço em armazéns públicos e de cooperativas, grandes produtores buscam cada vez mais investir em estruturas próprias. “A construção de silos na propriedade é um excelente investimento. É mais fácil de agregar valor e dá mais liberdade de comercialização”, diz o produtor de grãos, Osmar Benedito do Oliveira, que ergueu quatro armazéns em sua propriedade, em Iguaraçu, região Noroeste. Continue lendo

Gazeta do Povo – 12/04/2010

O custo do transporte por caminhões de Cascavel, no Oeste do PR, a Paranaguá representa 16% do preço da tonelada da soja, de US$ 350, vendida pela Coopa­­vel, uma da principais cooperativas do estado. Em países como Estados Unidos e Argentina o custo médio do transporte é de 10%. “Hoje não usamos ferrovia porque ela é lenta e tem problemas. Se funcionasse de maneira adequada e tivesse velocidade, esse custo poderia cair a 10%”, diz Dilvo Grolli, presidente da cooperativa. Mas esses não são os únicos problemas dos produtores da região. Também faltam armazéns para estocar a produção recorde. A Coopavel deve receber dos cooperados esse ano 800 mil toneladas de grãos – entre milho, soja e trigo. Somente a soja terá um aumento da produção de 40%. “Já tínhamos um déficit de armazenagem de 20%. Em 2010, esse déficit vai para 40%”, afirma. Além da falta de armazéns, a logística de exportação é outra preocupação do agronegócio, com a falta de investimentos em ampliação de capacidade no porto de Paranaguá. Continue lendo

Diário do Norte do Paraná – 29/03/2010

A grande produtividade das lavouras de soja da região se reflete no aumento da contratação de caminhões para o frete e, consequentemente, do frete cobrado por caminhoneiros e transportadoras.

Na região de Maringá, o valor do frete aumentou, em média, 50% em comparação com o período de entressafra. Um serviço de transporte de carga padrão, que custava R$ 1.000 até o final de 2009, agora custa em média R$ 1.500. Continue lendo

Gazeta do Povo – 23/03/2010

Transporte consome parcela maior da renda do produtor neste ano, e agrava a crise provocada pela queda nos preços dos grãos

O frete para grãos subiu de 5% a 50% além do normal nesta safra. Esta­­tísticas do Paraná e Mato Grosso, principais produtores brasileiros de milho e soja, provam a ocorrência de inflação. Os transportadores argumentam quem o setor está se valendo da procura elevada, provocada pela safra recorde de soja, para recuperar renda. O Paraná colhe 4 milhões de toneladas de soja a mais que no ciclo anterior (14 milhões no total). No Brasil, um volume adicional superior a 10 milhões (67 milhões ao todo), apurou a Expedição Safra RPC. Continue lendo