Valor Econômico – 15/03/2010

Logística: Crise financeira fortaleceu planos de diversificação de cargas

Francisco Góes, de Ghent (Bélgica) – O iate se aproxima de um cais no porto de Ghent, no norte da Bélgica, e para a poucos metros de uma área com grandes silos para armazenagem de grãos. Fons Maes, secretário-geral do Conselho Belga de Biodiesel, aponta em direção ao píer e anuncia: “Temos aqui um cluster de biocombustível.” No local, há uma operação logística integrada para receber matérias-primas, produzir biodiesel e etanol e escoar os produtos via barcaças ou navios até os mercados consumidores. Os biocombustíveis tornaram-se uma das apostas de crescimento e diversificação para Ghent, um dos cinco maiores portos fluviais da Europa. Continue lendo

Anúncios